domingo, 13 de julho de 2014

#Maratona Literária #EuSouDoideira: O Teorema de Katherine

Heey lindos e lindas tudo bem??
Eu hoje não vou falar de jogo porque o jogo do Brasil me deixou deprimida, mas bola pra frente e tenho que dizer que AMEEI essa Copa \O/
Foi a Copa das Copas e foda-se é noois \O/
Eeeennnfiiim....eu terminei mais um livro da maratona e agora só faltam 2 e tenho mais 3 dias!! Então praticamente uma corrida contra o tempo, que mesmo eu não termine a tempo vou continuar no espirito da maratona e fazer uma limpa literária na minha estante, porque já estava me deixando deprimida os livros parados nela e eu comprando mais, então parei de comprar *meia verdade* e vou continuar lendo os parados da minha estante! E assim dando o primeiro passo a recuperação da compulsão literária *quem sofre disso entendeu e mais informações liguem no 0-800*
O livro que eu terminei agora é o muito engraçado, de um jeito muito nerd e muito fofo: O Teorema de Katherine.
                  
Titulo Original: An abundance of Katherines
Autor: John Green
Editora: Intrínseca

Sinopse: "Se o assunto é relacionamento, o tipo de garota de Colin Singleton tem nome: Katherine. E em se tratando de Colin e Katherines, o desfecho é sempre o mesmo: ele leva o fora. Já aconteceu muito. Dezenove vezes, para ser exato. 
Depois do mais recente e traumático término, ele resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e um melhor amigo bem fora de forma no banco do carona, o ex-garoto prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar pés na bunda, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam. 
Uma descoberta que vai mudar para sempre a história amorosa do mundo, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera."


Bom, pra ser sincera mesmo, eu estava com medo desse livro, principalmente porque eu sei que muita gente tem uma relação de amor e ódio com o Green e também eu gosto muito da Culpa é das Estrelas e tinha acabado de passar por ele e estava de luto ainda e sabia que iria pegar este livro esperando alguma coisa próxima a ACEDE, então achei melhor deixar ele na geladeira *ou armário no caso* por algum tempo.
E pensando agora, ainda bem que eu fiz isso, porque este livro merece um olhar completamente diferente!
Poderia ser só mais um livro de romance onde o relacionamento não deu certo e uma busca interminável do porque isso, mas o problema aqui, é que temos um menino super dotado, um amigo muçulmano gordinho e um olhar matemático que deu uma graça unica ao livro.
Colin Singleton é um garoto aspirante a gênio. Isso porque na categoria, ele ainda é um super dotado, com capacidades únicas para aprender diversos idiomas e criar anagramas. Mas ele esta no fundo do poço agora por alguns motivos, mas principalmente por que ele acabou de levar uma bota de sua namorada, a Katherine nº XIX. Quando eu conheci o Colin na leitura, achava que ele sofria de algum tipo de TOC, já que, caramba acho que ninguém tema  sorte grande de namorar 19 pessoas de mesmo nome no mundo, mas enfim, de inicio eu achei que ele tinha só um apego ao nome, mas então quando ele vai nos apresentando um pouco mais sobre as Katherines, da pra ver que todas elas tem personalidades diferentes, estilos diferentes e em comum mesmo só o nome.
Bom Colin esta naquela parte do fim do relacionamento onde você espera a terra se abrir e te engolir, mas então, ele começa a trabalhar em um Teorema que o ajude a entender o que acontece de errado, já que tecnicamente, matemática tem quase todas as soluções possíveis. Eu tenho que dizer que me apeguei ao Colin, porque ele é um garoto super dotado mas não faz o nerd chato, ele só é ele mesmo, tímido e na verdade pouco confiante em si mesmo as vezes, isso vai tornado ele muito mais próximo durante a leitura.

"E, naquele exato momento, o garoto mais especial, mais magnifico e genial do mundo correu para o banheiro e botou os bofes para fora. Uma explosão por assim dizer"

O melhor amigo de Colin, também meu personagem favorito é Hassan, é a parte cômica sem ser escrachada do livro. Hassan é o melhor amigo de Colin e acho que todo mundo deveria ter um amigo Hassan. Gordinho, também super dotado e altamente preguiçoso, ele se encaixa perfeitamente na historia, sendo crucial para a revira volta na vida de Colin quando ele decide tirar o amigo da fossa levando ele para uma viagem de carro. E o que seria uma viagem sem rumo pelas estradas, acaba sendo uma jornada de auto descobertas em uma cidadezinha no interior do Tennesse, e é lá que a historia começa de verdade.

"Dirigir era um tipo de raciocínio em movimento, o unico tipo que Colin conseguia tolerar no momento. Mas mesmo assim, o pensamento continuava à espreita em algum lugar, alem do alcance dos faróis: ela havia terminado com o namoro com ele. Uma garota chamada Katherine. Pela décima nona vez." 

No Tennesse, eles conhecem a para-medica em treinamento, guia turística e muitas outras funções, Lindsey Lee Wells. A Lindsey é uma chave mestra no livro e eu fiquei encantada com ela.
Dona de uma personalidade contraditória, ela é meio que um camaleão no livro, já que ela deixa provado que não é só mais uma cabeça oca do interior, consegue acompanhar os diálogos e brincadeiras de Hassan e Colin e ainda namora o cara mais popular da cidade. Com ela as cenas são muio leves e divertidas e eu sou apaixonada pelo sotaque dela *-*

"É possível amar muito alguém, ele pensou. Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir dela.

Bom como eu disse varias vezes eu gostei bastante desse livro, as sacadas dele com formulas matemáticas para o amor são surpreendentes e eu tenho que dar um bônus todo especial para as notas de rodapé desse livro, que contam uma historia a parte e são um charme único nesse livro.
Então claro que ele esta mais que recomendado \O/
Ahh e a musica que eu escolhi, é em homenagem a Lindsey e uma musica que acho que combina bastante com a cidade dela, então a musica escolhida foi: Barry Louis Polisar - All i want is you.
*maus não achei o vídeo sem ter a capa de Juno nele ><"
Uma ótima semana pra vocês seus lindos e #partiu próximo livro \O/
BJoos
#Lih_Maria

7 comentários:

  1. gostei da música escolhida para o livro.
    to afim de ler ele, mas ainda não adquirir. bom eu terminei o 4 livro da maratona, não sei se vou terminar a tempo, mas pelo menos eu tentei.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Estou louca por esse livro, ele parece ser ótimo!! E boa sorte no final da sua jornada crazy literária!!! haha

    Beijinhos, Dany.
    http://livrosqueinspiram.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Lih ! Eu gostei da leitura desse livro bastante leve, mas não curti o final...Meio sem graça.
    Boa sorte na maratona!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ainda não me aventurei nos livros do John Green, mas ainda quero ler (só falta tempo!).

    Adorei o blog. É lindo!
    Estou seguindo.

    www.meuslivrosesonhos.blogspot.com.br
    Ficarei feliz com uma visita sua ao meu blog!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Ainda não li nada do Green, mas estou super ansiosa pra ler os livros. Esse livro parece ser bem fofo e divertido. Personagens nerds são ótimos hahaha
    Adoro suas resenhas Lih!
    bjs

    http://www.entrepaginasesonhos.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    haha' eu nunca me diverti tanto vendo um jogo quanto o 7x1 *-* não sou fã de futebol, mas estou ansiosa para a próxima copa.
    Li O teorema e gostei bastante, mas não chega aos pés de ACEDE *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Lih, shuashua Foi a copa das copas mesmo, destruidora, ainda mais com aquele final chocante! Como que o Brasil me perde de goleada gente? Mas que vergonhaaa!
    Amei a copa, quero mais, Dilma derruba os colégios derruba os hospitais!
    Eu sou muito suspeita pra falar, porque amo esse livro, amo os livros do Jão, amo as sacadas nerds dele, sempre vou amar e vou comprar até a lista de compras dele!
    Eu amo o Colin, eu amo fuggin o Hassan, eu amo as Katherines todas. Acho que é quase que uma história de amor por trás de toda a matemática dele, e da sua busca incansável pelo teorema! Além de tudo eu amo a Lindsey <33 Ahn, to quase querendo ler de novo!
    ps: Deixei a música tocando e no meio da resenha eu levantei pra dançar hahahaha. Maravilhosa!

    ResponderExcluir