sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

#Ps. Eu te amo

Oi humanos!!
Esse blog ta paradinho depois que a Lih viajou né? :/ Estamos todos com saudades Lih! 
Enfim, eu ando um pouquinho sumida, porque fim de ano não é fácil pra ninguém, tem todas as festas, mas é uma correria só! Aposto que pra Ana também ta assim! Enfim, sorte pra todas nós!
E feliz Nataal! Sei que foi ontem, então tenho um presente pra vocês a resenha de Ps. Eu te amo.

Sinopse: Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.





Existem diferentes jeitos de se superar uma perda, alguns conseguem se conformar em pouco tempo, podem parecer frias essas pessoas, mas elas só entendem mais "fácil", ou tem algumas que demoram mais tempo, e esse é o caso de Holly, a personagem principal do livro.

"- Não sei se devo dizer "Gerry era" ou "Gerry é". Parece que, se eu me mostrar feliz ao falar dele, certas pessoas me julgarão, por esperarem que eu chore até morrer. Se eu me mostrar triste, as pessoas se sentem desconfortáveis." 

 Holly namorava Gerry desde sua infância, uma história típica para ter o "final feliz" em contos de fadas, mas então como em história de outros livros, Gerry acaba tendo um tumor no cérebro e falecendo em fevereiro. Holly terá que aprender a viver sem Gerry. E com a ajuda de uma lista que ele deixou para ela, mas não apenas com essa ajuda. 

 "- Faça com que hoje seja mais um dia tolo para podermos rir dele daqui a alguns meses - Sharon pediu."

Cecelia soube desenvolver a história de um jeito que não fosse maçante, nem rápido demais... Sofremos junto com ela, rimos com ela, ficamos com vergonha por ela e superamos a perda de um enorme amor junto... O livro não é sobre dor, é sobre superação, amizade, laços familiares e esperança. 

 "Mire seu salto para a lua, e se não acertá-la, aterrissará entre as estrelas"

Os personagens foram tão cativantes que eu me apeguei a todos. Sharon, Denise, a família de Holly, Daniel, John, Leo, Tom... Todos tiveram seu espacinho, mesmo que mínimo e foram importantes para história. E eu quase esqueci do Chris. Não vou falar muito sobre eles, pois quero que vocês descubram quem é quem, sozinhos, e o motivo de serem importantes. Acho que esse livro não deve ser lido e sim, sentido... Tem algum nexo nisso? 

 "-Você precisa enfrentar as coisas, Holly, e pensar em coisas positivas."

"Lembre-se de nossas lindas lembranças, mas, por favor, não tenha medo de criar outras"

"Ainda havia vida para ela após a morte dele."
"Ps. Eu te amo" 


É isso, humanos! Espero que gostem, to meio enferrujada pra escrever, mas juro que to voltando com as resenhas! 

#Ariissa_M


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

#Lançamento Arwen: Kitty

Heey lindos e lindas como estão?? Como foi a semana de vocês??
Hoje estou aqui para divulgar o novo lançamento da Editora Arwen!
Então com vocês: Kitty

Autora: Ellc S.
Editora: Arwen
Páginas: 295
Lançamento: Dezembro 2014

Sinopse: "Kitty é uma gata sarcástica e cheia de mistérios que aprendeu a viver nas ruas há mais de quatrocentos anos. Independente e esperta, ela foge de qualquer contato humano, já que deixar-se ser adotada é o seu pior pesadelo. O grande medo dessa felina é que alguém desperte dentro dela o seu maior segredo. Vivendo nos becos da cidade de São Paulo, Kitty conquista o coração de Eduardo e, contra sua vontade, vira um animal de estimação. Tudo o que essa gata não queria que acontecesse. Entre as diversas tentativas de fuga, ela se vê cercada de afeto e carinho pelo seu novo dono e começa a ser cativada. Então, é Eduardo, seu dono ruivo e charmoso, que desperta o que Kitty tem de pior. Quando ele deseja que sua amada amiga de estimação seja mais do que ela realmente é, a gata precisa correr contra seu próprio instinto. Ser quem ela foi condenada a ser, ou viver como quem ela verdadeiramente é? Dividida entre duas espécies, Kitty precisa decidir o destino de sua vida para viver um grande romance."

Quem também ficou curioso para saber mais sobre a Kitty?? Eh noois!!
AHUHUAHUA
Bjoos seus lindos <33
#Lih_Maria