segunda-feira, 9 de setembro de 2013

#O Azarão

Heey lindo e lindas tudo bem??
Como passaram de semana?? Bem eu espero =DD
A resenha de hoje é do livro que eu ganhei do amigo secreto e eu sabia que a leitura não ia me decepcionar!!
Com vocês: O Azarão.


Titulo Original: The underdog
Autor: Markus Zusak
Editora: Bertrand Brasil

Sinopse: Narrado em primeira pessoa, o livro apresenta a história de Cameron Wolfe, um garoto de 15 anos, perdido na vida e que vive às turras com a família. Trabalha com o pai encanador e sua mãe está sempre brigando com os filhos, na pequena casa onde todos moram juntos. Steve é o mais velho e mais bem-sucedido. Sarah é a segunda, e está sempre dando uns amassos com o namorado. Rube é o terceiro e o mais próximo de Cameron. Os dois, além de boxeadores amadores, vivem armando esquemas para roubar lojas e outros locais do tipo. Contudo, os planos nunca saem do papel. Uma história sobre a vida e sobre as lições que dela podem ser tiradas. Um romance de formação que exibe um jovem incorrigível, infeliz consigo mesmo e com sua vida.
Eu sou suspeita pra falar desse livro, principalmente porque eu sou fã de carteirinha e tudo do Markus, mas tive medo de como seria esse livro. E devo dizer que a surpresa foi incrivelmente positiva.
O livro é em primeira pessoa e quem conta os fatos é o mais novo dos irmãos da família Wolfe, Cameron.
Cam é o caçula de outros 2 irmãos homens e uma menina e acabou de perder o emprego depois que quebrou uma janela enquanto entrega jornais, não tem uma namorada e esta sempre junto de seu irmão Rube, que vive fazendo planos de assaltos e coisas assim, aos quias nunca poem em pratica, apesar de uma quase tentativa de assalto a um Consultório Odontológico.
Mas as coisas estão prestes a mudar e o motivo é simples: Cam esta apaixonado.
Eu poderia dizer que temos aqui mais um romance, mas não funciona assim!
Pra começar, Cam não nenhum príncipe encantado ou mocinho de romance, é na verdade um garoto comum, com desafios comuns do tipo sobreviver a sua própria família, tentar entender o que acontece a sua volta, encontrar um novo emprego pra ajudar sua família, ahh e é claro, conseguir falar com a garota por quem ele esta apaixonado sem parecer um completo idiota!
Eu gosto muito de livros com narradores masculinos, apesar de raros, é sempre impressionante a maneira como eles se expressam, que sempre soa tão intenso que é impossível você não se ver torcendo por eles, e assim foi com Cam, eu torci por ele em tantos momentos e queria muito dar eu mesma uns socos nele pra ver se ele pensava melhor que no que estava fazendo. Deve realmente ser muito difícil ser o caçula em uma família grande e ainda ter seus próprios problemas de adolescente. Afinal meus 15 nos não foram faces e duvido que os de alguém tenham sido apenas flores.
"Garotos como nós (garotos, em geral) tinham que ser a escória da Terra. Na maior parte do tempo, pelo menos. Juro, passamos a maior parte do tempo endo desumanos. Precisamos de um bom pontapé na bunda como o coroa sempre diz (e dá)."
Outro personagem muito presente nesse livro é o irmão mais próximo a Cam, Rube, e eu gostei muito dele, apensar das ideias pouco geniais.
Rube é quem realmente esta na fase do "quem sou de verdade" em força total, e por causa disso vive mudando de ideia e parece estar num momento de descoberta, ao qual ele não sabe o que de verdade vai fazer com a sua vida e isso é o que mais preocupa seus pais. Cada pequeno ato de rebeldia, vandalismo ou até mesmo deixar a barba crescer e não tomar banho são também formas de chamar a atenção.
Não que ele seja um fracassado ou coisa do tipo, apensar de também precisar de uns socos pra por a cabeça no lugar eu me peguei desejando que ele tomasse banho e conseguisse sair dessa fase para provar a todos que ele era alguém.
"Era como se alguém estivesse roubando alguma coisa do próprio Rube. Mas o quê? Por que essa necessidade de pegar coisas? Era só pra sentir como era quebrar as regras e sentir-se bem, sendo mau? Talvez fosse porque Rube se achava um fracassado e estava provando isso a si mesmo, tentando roubar. Talvez quisesse ser como o herói dos filmes americanos aos quais assistíamos. Para ser sincero, não tinha ideia do que estava acontecendo na mente dele, e ponto final."
 Outras duas coisas importantes que eu percebi foi também o medo que eles possuem de decepcionar, principalmente a mãe deles, que é a força de verdade dentro de casa, já que apensar do Pai deles colocar ordem nas brigas, é ela quem eles mais temem envergonhar. A Mãe deles trabalha para dar a eles uma vida digna e isso é tudo que eles mais admiram nela.
Chega a ser tocante como eles desmoronam apenas com um olhar envergonhado da mãe deles diante do Diretor da escola que esta preocupado com os hematomas que aparecem com frequência no rosto de Cam e Rube, resultado das "brincadeiras" dos dois envolvendo uma luva de boxe.
"- Meus filhos - falou minha mãe para o diretor e, então, para nós. - Meus filhos.
 A expressão no rosto dela era de amarga decepção. Parecia que ela ia chorar. [...]
- Desculpem - falou mais vez e saiu, sem nem mesmo voltar a olhar para nós. Ela nos deixou parados ali, usando luvas, feito dois animais ridículos no inverno."
Este é um daqueles livros de leitura muito rápida, mas que faz você ficar pensando nele por dias, de modo que é tão bem trabalhado que durante a leitura você pode se sentir como alguém próximo a família Wolfe .
Exite romance nele é claro, mas é trabalhado de forma sutil e prova que nem sempre existem finais felizes.
Ahh é, a segunda coisa que eu ia falar era sobre os sonhos que Cam tem e conta ao final de cada capitulo. São na verdade interpretações de seu consciente sobre acontecimentos do seu dia a dia, reflexões sobre a vida e até mesmo crises de consciência depois de roubos de placas de estradas.
É um livro que vocês não vão se decepcionar e eu muito recomendo a leitura dele. Claro que ele é bem diferente da leitura de a Menina que Roubava Livros, mas prometo que não é uma mudança ruim.
E estou ansiosa pela leitura dos dois próximos livros dos Wolfe.
 "Lembrei-me do que pensei naquele dia, voltando do dentista, que todos os garotos são bem nojentos, como animais. Talvez o desafio fosse, de alguma forma, ser maior que tudo isso."
Beem seus lindos eu espero que vocês tenham gostado =DD
E não deixem de participar da promo viiw *-*
Bjos seus lindos e uma ótima semana para vocês <33 

12 comentários:

  1. Foi exatamente isso que me fez gostar de o azarão: o Cam não é nenhum principe encantado. Odeio quando leio um livro e vejo um monte de garotos perfeitos, sem nenhuma insegurança ou medo. COnheço um monte de garotos e a maioria é tão inseguro quando eu! kkkkk'

    Leia os próximos livros sim! Bom de briga é excelente, e a garota que eu quero é melhor ainda. Estou ansiosa pelo terceiro livro, acho que ele vai ter um destaque maior pro Steve, o terceiro (e bem sucedido) irmão rsrs'

    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  2. Eu amei esse livro. De verdade, ele foi totalmente diferente do que eu esperava e foi por isso que ele me conquistou. Foi DIFERENTE! Markus Zusak arrasou nesse livro e em sua continuação. Quero o terceiro pra já!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  3. Oi Lih.
    Adorei a resenha. Já adquiri este livro e espero lê-lo em breve. Tenho lido coisas ótimas sobre o autor e fico feliz de saber que o livro não te decepcionou.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiii aqui é a Bea, estou passando para lhe desejar um ótimo fim de semana e muito sucesso com o seu cantinho...
    Adoro te seguir e ver as novidades no seu blog!! Ótimo post!!
    Beijos do Estante da Bea!
    biaalini.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Preciso de uma leitura rápida, sabe? Ando arrastando muito com os livros ultimamente.
    Abraço,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  6. Nossa amei a resenha vou procurar esse livro pra ler.

    Beijos
    http://amantedaleiturabydrika.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro mas o enredo
    me chamou a atenção, fiquei muito curiosa
    pra conhecer melhor a estória desse garoto

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler este livro e todos da Familai Wolfe!
    Já estão na minah lista de desejados a um bom tempo! (:

    Beijos.
    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Parece interessante ;)

    ResponderExcluir
  10. Olá.
    Me pareceu ótimo,adorei a resenha e já vi bons comentários dele.
    Ah! já deixou ter uma iguana? rsrs
    Beijocas e obrigada por comentar por lá.

    Tamires C.
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Para ser sincera, eu juguei o livro pela capa, eu não gostei dessa capa, e muito menos do título não sei se o título já tá indicando um final muito infeliz, podemos dizer assim, isso não quer dizer que eu nunca li um livro com final triste mas sei lá, eu acho que não fui muito com a cara não. A sua resenha ficou muito boa isso eu posso comprovar dizendo que agora fiquei empolgada para lê-lo, talvez ler um livro com pessoas digamos normais torne o livro interessante, lidar com dificuldades do nosso dia a dia, e que nem tudo pode ter um final feliz.

    ResponderExcluir